Mobirise

NOVO CRONOGRAMA

O Centro de Documentação e Comunicação Popular – CECOP e a R M Produções tornam público o cronograma atualizado do Prêmio Carcará de Produção Audiovisual

RAIMUNDO MELO
Presidente da R M Produções

TALITA BARBOSA DE SOUZA
Coordenação Geral do
Centro de Documentação e
Comunicação Popular - CECOP 

PRÊMIO ESTIMULA O USO DO CELULAR
POR ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS

Para a grande maioria dos alunos, há mais de um ano afastados do ambiente da sala de aula devido a pandemia, essa nova realidade tem sido momento de incertezas, dúvidas e inquietações.

Não bastasse a falta de convívio presencial com os demais colegas, existe o desafio de enfrentarem as adaptações do ensino remoto. Muitos sem acesso ao computador e as redes sociais.

Apesar dos esforços dos professores em criarem novas metodologias de ensino adaptadas ao contexto virtual, o ensino termina muito focado em trabalhar os conteúdos exigidos nas disciplinas.

Esse novo contexto tem desmotivado os alunos, limitado a convivência social e impactado nas oportunidades de desenvolverem projetos criativos e inovadores.

O Prêmio Carcará

É nesse contexto que está sendo lançado o projeto Prêmio Carcará de Produção Audiovisual. A iniciativa tem o objetivo de estimular que o aluno exercite a imaginação e a criatividade para produzir conteúdos audiovisuais com o uso do celular sobre a sua realidade com 03 minutos de duração.

Para o coordenador do projeto, Raimundo Melo “o Prêmio tem como propósito mobilizar os alunos da rede pública estadual de ensino para utilizarem as novas tecnologias, particularmente o celular e as redes sociais na produção e difusão de conteúdos sobre a sua realidade de forma colaborativa e respeitando a diversidade”.

Para participar do prêmio os alunos precisam formar equipes de 03 integrantes e documentar com celular aspectos relevantes de sua realidade. O tema do Prêmio é “Meu Olhar, Meu Lugar” e as equipes precisam ser formadas contemplando a diversidade, por exemplo: alunos do sexo masculino, feminino e outras formas de orientação sexual, pessoas negras, indígenas ou de outras etnias, ou alunos com deficiência.

Para estimular a participação dos alunos serão destinados prêmios em dinheiro no valor de R$ 3 mil reais para os 03 melhores vídeos. As 20 melhores equipes terão seus vídeos veiculados num festival virtual e também serão capacitadas na linguagem do audiovisual com profissionais da área.

As equipes de alunos podem ou não contar com um professor orientador. O professor orientador que tiver sua equipe classificada entre as 03 primeiras colocadas também receberá um prêmio em dinheiro no valor de R$1.000,000. 

Para Raimundo Melo a proposta é estimular a formação de equipes e identificar adolescentes e jovens com criatividade, imaginação e capacidade de trabalho colaborativo que passarão a compor uma rede de novos realizadores audiovisual no Rio Grande do Norte.

Os organizadores do Prêmio chamam a atenção que esse trabalho pode ser feito de forma remota e no caso de atividades presenciais devem ser tomadas todas as providências quanto ao uso de máscara, álcool gel e os cuidados de distanciamento entre as pessoas.

O projeto é uma iniciativa da R M Produções e da ONG CECOP – Centro de Documentação e Comunicação Popular. A iniciativa conta com o patrocínio da COSERN, grupo Neoenergia, Lei Câmara Cascudo, Lei Aldir Blanc edital estadual, Fundação José Augusto, Governo do Estado do RN.

Conta também com a parceria do Instituto Unibanco, RPTV- Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural e a Secretaria Estadual de Educação e Cultura. 

Faça sua Inscrição

Baixe a ficha de inscrição e participe do nosso concurso.

PATROCÍNIO

This page was designed with Mobirise